Alimento saudável, só quando livre de agrotóxicos

Quando o assunto é alimentação, a preocupação imediata é saber se saudável ou não, favorável ou não à saúde. Essa preocupação vem em duas vertentes: natureza do alimento e como foi produzido.

Como alimento saudável, por natureza, classificam-se os vegetais (frutas, verduras e legumes. Mas, não basta serem frutas, verduras e legumes, pois o método de produção empregado pode comprometer a qualidade requerida pela saúde.

Para combater pragas e garantir a produtividade, empregam-se agrotóxicos, cujos resíduos, quando absorvidos pelo organismo humano, podem causar doenças graves, incluindo-se aí o câncer.

O Brasil é um dos maiores consumidores de defensivos agrícolas, gastando cerca dois bilhões e meio de dólares no emprego de 250 mil toneladas daqueles produtos.

Em recente análise efetuada, em 10 produtos, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, o pimentão e a uva apresentaram amostras consideradas irregulares, em relação a resíduos de agrotóxicos.

Ainda que não seja garantia de alimento plenamente livre de agrotóxicos, providências tomadas na cozinha ajudam a minimizar os riscos.

Assim é que a lavagem com água fria já remove 75 a 80 por cento dos resíduos indesejáveis, presentes nas cascas. Uvas, maçãs, ameixas, pêssegos e peras devem ser lavadas 3 vezes.

As verduras devem ser lavadas, folha por folha. Aliado à água, o bicarbonato de sódio é de grande efeito na limpeza dos alimentos, especialmente os legumes.

Outro recurso, que pode ser empregado com bons resultados é solução de uma medida de vinagre para duas de água. Frutas e legumes imersos nessa solução por 15 a 30 minutos ficam livres do excesso de resíduos.
.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *